O mágico de Oz

Em uma humilde casinha de um país distante, Dorothy morava com seu tio, Henrique, sua tia, Ema, e seu bom amigo, o cachorrinho Totó. Certa vez, um terrível ciclone apanhou Doroty e Totó, que não conseguiram se proteger.

Os fortes ventos os levaram tão alto que acabaram caindo em uma terra estranha. Ao encontrar-se em um lugar tão diferente, Dorothy desejou muito voltar para sua casa. Então, uma bondosa bruxinha disse:

- Somente o mágico de Oz poderá levar você de volta! Siga o caminho de tijolos amarelos se quiser encontrá-lo. Tenho dito isso, deu-lhe um par de sapatinhos dourados, que a ajudariam em sua caminhada.

Depois de caminhar po alguns minutos, Dorothy viu um espantalho preso em uma milharal e o libertou.

- Puxa! Não sei o que dizer. Queria tanto ter um cérebro para saber o que dizer e poder agradecer...

- Venha comigo! Estou indo até o mágico de Oz. Ele poderá lhe dar um cérebro! Convidou Dorothy.

Mais adiante, a menina, Totó e o espantalho encontraram um homem de lata, todo enferrujado. Dorothy passou oleo nas suas dobradiças, deixando-o muito grato.

- Queria quito ter um coração para ser generoso - Disse o homem de lata.

- Então, caminhe comigo. O mágico de Oz certamente conseguirá um para você! - Exclamou Dorothy.

Durante o trajeto, um leão pulou na frente do grupo e rugiu para Totó.

- Você é um leão covarde! - Gritou Dorothy.

O leão recuou e, de cabeça baixa, disse que era mesmo um covarde.

- Siga-nos! Vamos até o mágico de Oz. Ele poderá lhe dar coragem! - Disse a menina.

Quando chegaram a uma cidade de esmeraldas, souberam que lá o mágico de Oz já os esperava. Ele disse aos aventureiros:

- Darei um cérebro ao espantalho, um coração para o homem de lata e coragem ao leão, mas somente a bruxa do sul poderá ajudar Dorothy a voltar para casa.

Gratos, os três novos amigos da garota acompanharam-na até o palácio do deserto, onde a bruxa boa do sul os recebeu sorrindo.

- Para voltar para casa, é muito simples. Bata três vezes no chão com seus sapatinhos encantados e faça o pedido.

Dorothy despediu-se dos seus companheiros, apanhou Totó em seus braços e vez o que a bruxa sugerira. Em um piscar de olhos, estava de volta ao quintal da sua casa, onde voltou a ser muito feliz junto de seus tios.

Leia também

Foto do Rapunzel – Histórias Infantis, Contos e Fábulas para Crianças

Rapunzel – Histórias Infantis, Contos e Fábulas para Crianças

História infantil Rapunzel o príncipe caminhou na direção de Rapunzel. Assim que chegou perto, ela logo o reconheceu e se atirou em seus braços, a chorar.

Rapunzel

Foto do Branca de Neve - História completa - Contos de fada para dormir

Branca de Neve - História completa - Contos de fada para dormir

História infantil Branca de Neve uma menina de cabelos bem pretos, pele branca e face rosada. O nome dado à princesinha foi Branca de Neve.

Branca de Neve

Foto do A verdadeira história de Pinóquio - Histórias e Contos de Fada

A verdadeira história de Pinóquio - Histórias e Contos de Fada

Conheça a história completa de Pinóquio, uma história completa para você contar ao seu filho

Pinóquio - História completa

Foto do Pinóquio - história infantil com várias ilustrações

Pinóquio - história infantil com várias ilustrações

Pinóquio é um clássico da literatura infantil, trazendo desde um sonho de um velho artesão até uma aventura incrível de um garoto de madeira

Pinóquio

Foto do O vestido azul - conto transformador

O vestido azul - conto transformador

Veja o que uma ação despretensiosa, mas feita com todo o carinho pode causar na vida de toda uma comunidade

O vestido azul

Foto do Histórias de Camonge o sábio que sempre se safava do rei

Histórias de Camonge o sábio que sempre se safava do rei

Camonge é o ator de várias histórias populares, que são contadas por gerações, na qual ele sempre procurava um jeito e conseguia evitar que o rei lhe pregasse uma peça ou um castigo

Histórias de Camonge

Foto do Chapeuzinho Vermelho - Histórias para seu filho dormir

Chapeuzinho Vermelho - Histórias para seu filho dormir

Chapeuzinho Vermelho com um retalho de tecido vermelho, sua mãe costurou para ela que com o tempo, os moradores da vila que a conheciam passaram a chamá-la de “Chapeuzinho Vermelho”.

Chapeuzinho Vermelho

Foto do O Príncipe-rã ou Henrique de Ferro - Historinha para Dormir

O Príncipe-rã ou Henrique de Ferro - Historinha para Dormir

A linda história da rã que virou príncipe

O Príncipe-rã ou Henrique de Ferro

Foto do A Bela Adormecida - Hora de botar a criançada para dormir

A Bela Adormecida - Hora de botar a criançada para dormir

História infantil a bela adormecida, uma linda princesa que foi enfeitiçada por uma fada má, até que um dia um príncipe a desperta de seu sono de cem anos com um beijo.

A Bela Adormecida

Foto do Cinderela – Histórias Infantis, Contos e Fábulas para Crianças

Cinderela – Histórias Infantis, Contos e Fábulas para Crianças

Cinderela tirou do pé do pesado tamanco e calçou o sapato de cristal, que lhe serviu como uma luva e pode casar-se com o príncipe.

Cinderela

Foto do Alice no Pais das Maravilhas

Alice no Pais das Maravilhas

Alice no Pais das Maravilhas

Alice no Pais das Maravilhas

Foto do João e Maria - História para seu filho dormir - História Completa

João e Maria - História para seu filho dormir - História Completa

História infantil João e Maria, um lenhador com sua segunda esposa e seus dois filhinhos, nascidos do primeiro casamento. O garoto chamava-se João e a menina, Maria.

João e Maria

Foto do O Soldadinho de Chumbo - Histórias Infantis e Fábulas

O Soldadinho de Chumbo - Histórias Infantis e Fábulas

História infantil o Soldadinho de Chumbo numa loja de brinquedos havia uma caixa de papelão com vinte e cinco soldadinhos de chumbo, todos iguaizinhos, porém um era diferente lhe faltava uma perna.

O Soldadinho de Chumbo

Foto do Rumpelstichen

Rumpelstichen

Rumpelstichen

Rumpelstichen

Foto do Gato de Botas – Histórias Infantis, Contos e Fábulas

Gato de Botas – Histórias Infantis, Contos e Fábulas

O gato às vezes ainda se metia a correr atrás dos ratos, era apenas por divertimento porque absolutamente não mais precisava de ratos para matar a fome...

Gato de Botas

Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar o tráfego. Saiba mais. Ok, entendi